MIND YOUR DATA GOVERNANCE GAP

+55 31 3505-2222

CARREIRA    |    ACESSO RESTRITO   |    INTRANET

MIND YOUR DATA GOVERNANCE GAP

Notícias

Master data Management e o foco primordial da segurança do paciente nas instituições de saúde

Por Marcio Guerra de Carvalho - Diretor Comercial da MD2 Consultoria - 12/07/2018


"A melhoria da precisão da identificação de pacientes está na lista de objetivos de segurança do paciente" de várias instituições acreditadoras na área da saúde.

Ao serem admitidos em um hospital os pacientes recebem um número de registro médico exclusivo que os médicos e a equipe irão utilizar para identifica-lo, rastreá-lo e fazer referência cruzada a seus registros.
Todo paciente recebe ou deveria receber um único identificador, porém devido a diversos desafios na área de gerenciamento de dados em muitas organizações de saúde muitos pacientes possuem diferentes numeros de registros médicos. Estes desafios passam pela não integração entre as unidades de atendimento, ou unidades hospitalares de um grupo, negligência de usuários, falhas de sistemas dentre outros. Podemos dizer que existem registros duplicados de identificação dos pacientes dentro de uma organização de saúde e isso gera um risco do ponto de vista falta de confiabilidade do sistema de cadastro. Se existem vários registros, as informações e histórico médico destes pacientes estão pulverizadas e cada registro individualmente não reflete a visão correta deste paciente.
Esta situação pode fazer com que os profissionais de saúde tomem decisões inconscientes com base em dados incompletos ou imprecisos, representando um sério risco à segurança do paciente. Assim, construir uma visão precisa do registro de um paciente é como montar um quebra-cabeça gigante. Peças desse quebra-cabeça podem estar espalhadas amplamente em uma empresa de saúde. Além disso, vinculá-los com precisão ao seu legítimo proprietário requer o correlacionamento e correção de erros cadastrais.

Na MD2 chamamos a construção de uma visão correta e unificada do cadastro de pacientes de Master Data Management para Pacientes, mas, existem outras denominações para este mesmo assunto e são registradas como MPI (Master Patient Index) ou PDI (Patient Data Integration).

Endereçamos este assunto combinando nossa experiência em projetos de integração e qualificação cadastral, com conhecimento de regras de padronização e correlacionamento de dados para nomes, endereços e documentos brasileiros. Estas habilidades do time MD2 e rotinas construídas para coletar dados de pacientes, padronizar e unificar, são intensamente exercitadas em nossa trajetória de implantação de diversos projetos de MDM na área de saúde (prestadoras e operadoras) e em outros segmentos de mercado. Isso nos habilita e enriquece de técnicas para coletar dados de pessoas de diferentes sistemas e plataformas computacionais e rapidamente criar um repositório para armazenar informações unificadas e um registro único de um paciente dentro de uma organização de saúde.
Este repositório unificado pode servir de base para retroalimentar os sistemas transacionais de saúde (HIS) ou serem consultados em tempo real por estes mesmo sistemas para garantir na admissão do paciente a aquisição do registro unificado e correto do paciente. Mitigando os riscos inerentes a este desafio computacional e ajudar nos processos relativos à segurança do paciente.

Nossos Parceiros

           
MD2 - Consultoria e Negócios - Todos os Direitos Reservados
MD2 - Consultoria e Negócios