MIND YOUR DATA GOVERNANCE GAP

+55 31 3505-2222

CARREIRA    |    ACESSO RESTRITO   |    INTRANET

MIND YOUR DATA GOVERNANCE GAP

Notícias

Como atender aos requisitos da LGPD com recursos modernos de Governança de Dados

Por Max Rabello Madsen – Expert Team Leader da MD2 Consultoria e Negócios - 26/04/2019


A chegada da LGPD (Lei Geral de Proteção aos Dados Pessoais – Lei 13.709/2018) impõe uma significativa mudança cultural nas empresas. E o termo “geral” tem justamente este sentido, se aplica a qualquer organização. A LGPD Estabelece normas rígidas de governança de dados e gestão de incidentes que possam representar algum tipo de risco no vazamento de informações do seu titular, normatiza as regras de controle e uso destes dados e pode incidir em severas multas em caso de descumprimento.

Mas a realidade das empresas Brasileiras está muito longe em relação a maturidade em Governança de Dados que são em grande sua maioria compostas por um parque computacional repleto de sistemas dispersos e pouco conhecidos, sustentando processos com pouca documentação e praticamente nenhum nível de controle de riscos. O Desafio é agravado pela revolução tecnológica da era digital, que no sentido contrário continua investindo em novas iniciativas como as modernas plataformas de Big Data ou sistemas de computação em nuvem.

O grande desafio reside no seguinte dilema: Como as empresas que possuem um grande acervo de sistemas legado pouco documentados poderiam em um curto espaço de tempo investigar, catalogar, classificar, gerenciar e monitorar todos os seus sistemas de informação e criar uma visão única dos titulares destes dados para atender aos requisitos da lei?

Felizmente as grandes empresas de tecnologia como a IBM também estão investindo muito no aprimoramento de suas ferramentas de governança e a MD2 com vasta experiência em projetos de gestão de informações ajuda com a percepção no contexto de nossos clientes para tomar vantagem da tecnologia IBM. Nesse contexto, a plataforma unificada de governança de dados denominada IBM InfoSphere Information Server é um excelente exemplo de como a empresa pode aprimorar rapidamente sua capacidade de conhecimento e controle sobre seus ativos de dados. Detalharei três componentes desta suíte que podem efetivamente ajudar a empresa a desvendar estes sistemas e bases de dados. Além da criação de um inventário completo e contextualizado sobre todo este ecossistema de forma rápida e automatizada, este conjunto de ferramentas aplica um conjunto de políticas de segurança da informação e regras de proteção de dados que garante efetivamente a conformidade regulamentar. Além disso, é possível criar uma plataforma corporativa de maior colaboração entre os usuários e melhor conhecimento dos seus clientes, fornecedores e funcionários.

  • IBM InfoSphere Metadata Asses Manager (IMAM): responsável pelo rastreamento e catalogação de todas as bases de dados existentes na empresa, passando a monitorar e versionar futuras alterações estruturais;
  • IBM InfoSphere Information Analyzer (IA): responsável pela investigação da qualidade de dados e pela classificação automatizada do tipo de informação armazenada;
  • IBM InfoSphere Governance Catalog (IGC): responsável pela estruturação das políticas de governança definidas pela organização, incluindo um amplo conjunto de regras de dados e um glossário de categorias e termos que unifica o vocabulário corporativo as diretivas estabelecidas pela empresa;
  • A implementação deve seguir em duas frentes paralelas:

    A primeira é uma abordagem top-down, que estrutura a área de governança de dados capturando e formalizando as diretivas corporativas. A MD2 pode fornecer o IBM IGC populado com um conjunto completo de políticas de governança de dados, incluindo regras de segurança da informação e privacidade de dados. Esta estrutura acelera muito a implantação do programa de governança, uma vez que cabe ao cliente apenas confirmar o que se aplica ou não a seu cenário.

    A segunda frente de trabalho segue o modelo bottom-up, investigando sistemas existentes, desvendando os silos de informação e populando o repositório central de metadados da plataforma com o IMAM, criando assim um inventário completo dos sistemas corporativos e suas estruturas de dados.

    Para cada entidade catalogada, o IA investiga a qualidade dos dados armazenados, identificando vícios cadastrais e classificando as informações encontradas de forma totalmente automatizada.

    Como resultado destas duas frentes de trabalho a sua empresa poderá ter, em curto espaço de tempo, os seguintes resultados:

  • Estruturação do Programa de Governança de Dados com Políticas, Regras e Glossário;
  • Inventário Completo dos Sistemas Corporativos e suas Estruturas de Dados;
  • Análise da Qualidade dos Dados e Classificação das Informações existentes;
  • Dessa forma, mesmo para as empresas com baixa maturidade em governança de dados e praticamente nenhum conhecimento dos sistemas de informação existentes, pode dominar o ambiente e criar uma plataforma colaborativa contendo mecanismos de controle e gestão da informação disponível.

    A MD2 desenvolveu, aproveitando nossos vinte anos de atuação no mercado nacional com projetos complexos de gestão de informações, a solução MD2 LGPD Suíte, que engloba todos os componentes da IBM citados neste artigo e embarca um robusto componente de gestão de dados mestre (MDM), além de uma plataforma completa de gestão de melhorias, qualidade de processos e tratamento de incidentes (MD2 Quality Manager).

    Nossos Parceiros

               
    MD2 - Consultoria e Negócios - Todos os Direitos Reservados
    MD2 - Consultoria e Negócios